DSC_3471.jpg
902917_176113889212923_1976275858_o.jpg
DSC_3471.jpg

Quem somos


GMFA

Grupo de Modelistas Ferroviários de Alverca

SCROLL DOWN

Quem somos


GMFA

Grupo de Modelistas Ferroviários de Alverca

 

Quem somos?

A exposição de modelismo ferroviário LOCOMODELS_EXPO, realizada em Março de 2015, na Escola Secundária de Gago Coutinho de Alverca, revelou a existência de uma comunidade de modelistas ferroviários residentes em Alverca e nas localidades próximas que, já na preparação daquele evento, formaram o seu núcleo dinamizador, em colaboração com o inestimável trabalho da comunidade escolar que o acolheu.

Na sequência da exposição, muito cedo surgiu a convicção de que teríamos de reeditar a LOCOMODELS. Desta vez, porém, não sendo realizada por um grupo informal de entusiastas com os recursos generosamente cedidos pela ESGC, mas por um grupo que, legitimamente, possa estruturar a iniciativa e dialogar com as instituições e os vários actores aderentes. Assim nasceu a ideia do Grupo de Modelistas Ferroviários de Alverca - GMFA.

O que propomos?

Procuramos dar a conhecer a nossa actividade, tanto no meio entusiasta como junto do público em geral, participando em exposições, encontros e realizando as nossas próprias acções, como é o caso da LOCOMODELS_EXPO.

 
 
902917_176113889212923_1976275858_o.jpg

o que é o modelismo


O QUE É O MODELISMO FERROVIÁRIO, OU FERROMODELISMO?

o que é o modelismo


O QUE É O MODELISMO FERROVIÁRIO, OU FERROMODELISMO?

O modelismo ferroviário é um ramo do modelismo que reproduz os comboios e o mundo ferroviário, segundo uma escala e um tema definidos, contemplando frequentemente a sua exploração em moldes que reproduzem os sistemas ferroviários reais. É, na verdade, um corolário de uma constante evolução da velha pista do comboio eléctrico.

É um passatempo de forte predominância técnica e artística, que aborda várias fontes do saber. O modelista ferroviário, ou ferromodelista, aspira a construir uma maquete realista, onde o elemento criativo é determinante, na qual fará circular os comboios, segundo um apertado conjunto de regras e procedimentos técnicos. Estes podem ser peças únicas de construção integral ou modelos comerciais frequentemente modificados ou detalhados e envelhecidos.

Desde a concepção à exploração da sua instalação ferroviária em miniatura, o modelista aprende a lidar com um sem número de tópicos técnicos e científicos, desde rudimentos em carpintaria a electricidade e electrónica, passando pela estética, design, informática, fotografia, etc.

O modelismo ferroviário é um hobi dinâmico com uma abordagem multifacetada, várias escalas de redução, a preferência por determinadas temáticas como sejam, por exemplo, a exploração, a bitola de via, o ambiente numa instalação, os comboios de jardim (escalas maiores) ou o modelismo tripulado.